Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Padre Ângelo Bússolo (esquerda) e o advogado Clésio Moraes apresentaram a proposta da coalizão (Foto: Rodrigo Szymanski)

Os participantes do Seminário sobre Reforma Política promovido pela Cáritas Diocesana de Criciúma, dia 23, propuseram um mutirão para coleta de assinaturas em apoio ao projeto de Lei proposto pela Coalizão pela Reforma Política, de iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e mais 103 entidades.

Outras propostas apontadas incluem a ampliação do debate sobre reforma política na diocese, a divulgação da iniciativa nos meios de comunicação social e criação de um grupo de trabalho para ampliar o alcance da campanha.

O Presidente da Cáritas Diocesana de Tubarão, padre Ângelo Bússolo e Presidente da OAB Subseção de Tubarão, o advogado Clésio Moraes apresentaram as propostas da coalizão contextualizando-as no momento político e a realidade do atual sistema político eleitoral. Este projeto de iniciativa popular tem como pontos principais:

  • a proibição do financiamento de campanha por empresas
  • adoção do “Financiamento Democrático de Campanha”;
  • eleições proporcionais em dois turnos; paridade de gênero na lista pré-ordenada;
  • fortalecimento dos mecanismos da democracia direta com a participação da sociedade em decisões nacionais importantes.

Com informações de Rodrigo Szymanski