Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

No dia 10, a primeira reunião paroquial para catequistas da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Urussanga, Diocese de Criciúma destacou o projeto piloto da catequese que acontece ali há três anos. As crianças não têm mais um intervalo de dois anos entre a primeira Eucaristia e o primeiro ano da preparação para a Crisma.

Na reunião, a responsável, Irmã Cecília, informou que coordenação diocesana analisa a possibilidade de aplicar o modelo em outras paróquias. Na sua avaliação, os resultados são positivos.

O pároco, padre Joel Savio, disse à reportagem da CNBB Sul 4 Notícias que apoia ampliação do projeto para toda a diocese. Além de reduzir a evasão, ele avalia que a antecipação da Crisma, para os 13 anos, deixa mais tranquilo o trabalho dos catequistas porque não coincide com a adolescência.

— Os resultados mais eficazes estão mais ligados à qualidade da catequese. A participação também é maior, nessa idade tem um gosto maior pelas celebrações – disse.