A Arquidiocese de Florianópolis, em Santa Catarina, realizou a Missa de Envio Missionário dos padres Josemar e Lúcio. O evento, ocorrido em Camboriú (SC), assinalou o início de uma jornada para esses sacerdotes.

Padre Josemar partirá para iniciar sua missão no Projeto Igrejas Irmãs do Regional Sul 4, na Arquidiocese de Nampula, em Moçambique, representando a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) de Santa Catarina. Enquanto isso, Padre Lúcio se dirigirá ao Amapá para dar continuidade ao projeto Igrejas Irmãs da Arquidiocese de Florianópolis.

Padre Antonio Madeira | Secretário Executivo da CNBB Sul 4

Durante a cerimônia, o padre Antonio Madeira, representando a Presidência da CNBB Sul 4, leu uma carta do bispo da Diocese de Chapecó e presidente da CNBB Sul 4, dom Odelir José Magri, MCCJ. A mensagem expressava o compromisso da Igreja catarinense com a missão em Moçambique, ressaltando que a presença do padre Josemar será um símbolo de fé e comunhão naquela comunidade.

Além disso, a carta reconheceu a paixão e o testemunho missionário do padre, afirmando que sua atuação em Moçambique contribuirá para o amadurecimento do projeto missionário em Santa Catarina.

Dom Adilson Pedro Busin, CS, presidente da Comissão Pastoral para Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB Sul 4, enviou uma mensagem de apoio ao Padre Josemar, desejando-lhe uma jornada abençoada e frutífera em Moçambique.

A celebração eucarística foi presidida por Dom Wilson Tadeu Jönck, SCJ, arcebispo de Florianópolis. Em sua homilia, Dom Wilson destacou a importância da Missão Ad Gentes e o papel vital dos padres Josemar e Lúcio na evangelização em Moçambique e no Amapá. Ele também convidou a comunidade a orar pelos missionários e a colaborar com o projeto missionário da Igreja catarinense.

Ao término da celebração, os padres Josemar e Lúcio receberam a bênção, alguns símbolos que representam a missão e o envio oficial. Eles expressaram gratidão pelo apoio da comunidade e reiteraram seu compromisso em servir a Deus e ao povo moçambicano e do Amapá.

A Missa de Envio Missionário foi um momento significativo para a Igreja de Santa Catarina, marcando o início de uma nova fase no projeto missionário Ad Gentes, com a partida do padre Josemar para Moçambique.

O que é a Missão Ad Gentes

A missão Ad gentes é uma parte fundamental da missão da Igreja de propagar o Evangelho e compartilhar os ensinamentos de Jesus com todas as pessoas, independentemente de sua origem étnica, cultura ou localização geográfica. Ela reflete o compromisso da Igreja em levar a mensagem de amor, redenção e salvação a todas as partes do mundo.

Para realizar essa missão, a Igreja envia missionários para áreas onde o cristianismo ainda não é amplamente conhecido ou praticado. Esses missionários trabalham para estabelecer comunidades cristãs locais, ensinar a doutrina cristã e prestar assistência social e humanitária às comunidades que servem. Eles muitas vezes enfrentam desafios significativos, como barreiras linguísticas, diferenças culturais e obstáculos políticos, mas estão dedicados a cumprir a missão Ad gentes.

O Projeto Missão Ad Gentes em Santa Catarina foi elaborado pelo Conselho Missionário Regional (COMIRE) da CNBB Sul 4,  junto com uma equipe especialista em missão, em colaboração com a equipe missionária do COMIRE da CNBB Sul 3. Após a elaboração, o projeto foi apresentado aos bispos de Santa Catarina, sendo aprovado e adotado como um projeto oficial no Regional Sul 4.

Para mais informações:

https://cnbbsul4.org.br/projeto-missao-ad-gentes-cnbb-sul-4-expandindo-fronteiras-missionarias/

 

Foto e Matéria: Jaison Alves da Silva | CNBB Sul 4