Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Três religiosas do  Instituto das Irmãs de Nossa Senhora do Bom Conselho estão encarregadas dos cuidados da residência episcopal, onde mora o Arcebispo e outros três padres. Elas substituem as Irmãs do Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, que cumpriram a função durante 20 anos.

Geisa Campos dos Santos, 27 anos já trabalhou na Arquidiocese do Rio de Janeiro no Palácio São Joaquim, quando o arcebispo dom Wilson Tadeu Jönck era bispo auxiliar. Geralda Eduardo da Cruz, 31 anos trabalhou na casa de encontros e seminário em Natal, RN, e no Seminário da  Diocese de Petropólis, no Rio de Janeiro. Neilyane Alves Pinto, 29 anos pasosu pelas residências episcopais da mesma diocese e em Campina Grande, PB.

Criada em 1963,  a congregação tem como carisma “consagrar-se pela Igreja, imolando-se pela santificação dos Sacerdotes”. Os cuidados espirituais são responsabilidade dos padres Jesuítas.