Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Com o objetivo de contribuir na formação de cristãos e cristãs para a ação evangelizadora, participando da construção de uma sociedade justa e solidária, à luz do Ensino Social da Igreja, aconteceu entre os dias 1º e 3 de abril, a primeira etapa da Escola Regional de Fé e Cidadania ‘Dom José Gomes’. Idealizada pela Comissão para a Ação Sociotransformadora do Regional Sul 4 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e financiada pela Cáritas Brasileira Regional Santa Catarina, o encontro aconteceu no Centro de Formação Católica de Lages (SC) e reuniu mais de noventa lideranças de grupos, pastorais e movimentos sociais do estado de Santa Catarina.

A primeira etapa da Escola contou com a assessoria da professora da PUC São Paulo, Rosana Manzini, que abordou os princípios básicos do Ensino Social da Igreja e a relação Fé e Cidadania no Vaticano II, nos documentos da Igreja na América Latina e no Brasil, na Bíblia e nos Santos Padres.

“Durante a Escola, as lideranças e grupos pastorais entenderam a necessidade de um aprofundamento e conhecimento mais pleno da doutrina social da Igreja e de podermos, a partir deste conhecimento, frutificar e passar para outros lugares, criar mais semeaduras. Saímos daqui com a certeza de que o que nos nutre é a esperança de um mundo justo onde cada um possa viver a sua dignidade de ser imagem de Deus”, declarou a professora Manzini.

Professora Rosana Manzini. Foto: João Pedro Barbosa/CNBB Sul 4.

Fortalecimento Pastoral

A Escola de Fé e Cidadania vem sendo pensada desde 2019 e tinha previsão de ser iniciada no ano de 2020. Com o início da pandemia de Covid-19, as etapas foram sendo adiadas levando em conta a necessidade da realização do evento de forma presencial para uma formação integral a partir da metodologia do encontro.

De acordo com Carla Cristiani de Oliveira Guimarães, uma das coordenadoras metodológicas da formação, a Escola de Fé e Cidadania foi por muito tempo um sonho que iniciou a realização neste final de semana. “As expectativas foram superadas. Foi tudo muito maior do que imaginávamos. A assessora, professora Rosana Manzini, abordou de maneira leve e muito didática o processo histórico da Doutrina Social da Igreja, os princípios básicos, bem como a realidade latino-americana e os desafios para hoje”, disse Carla.

Carla Cristiani destacou ainda que “os participantes interagiram a todo momento com a assessora, trazendo elementos da realidade e das ações pastorais, o que tornou muito acessível o conhecimento da Doutrina Social da Igreja”.

A Escola contou com fortes momentos oracionais. Na noite de sábado (02), os participantes realizaram um vigília de oração. Foto: João Pedro Barbosa/CNBB Sul 4.

Articulação

A Escola também foi espaço de anúncio do novo processo de articulação das Pastorais Sociais em Santa Catarina. Desde 2017 o processo vinha sendo conduzido por Carla Cristiani de Oliveira Guimarães, que a partir deste mês de abril deixa a frente do serviço que agora será assumido por Juliana Kades, atual vice coordenadora da Pastoral Carcerária do Regional Sul 4 da CNBB. Juliana tem vasta experiência junto às Pastorais Sociais e por muitos anos esteve à frente da dimensão social da Diocese de Caçador.

Despedida de Carla de Oliveira Guimarães e acolhida da nova articuladora, Juliana Kades. Foto: João Pedro Barbosa/CNBB Sul 4.

Além de todo o processo de articulação junto ao Fórum das Pastorais Sociais, Juliana Kades assume também a coordenação da Escola de Fé e Cidadania do Regional Sul 4. A próxima etapa da formação está marcada para os dias 14, 15 e 16 de outubro de 2022, também em Lages (SC).