Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Em todas as Assembleias Gerais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), os bispos enviam uma mensagem ao Papa, como gesto de fidelidade e comunhão com o Sumo Pontífice. Neste ano, mesmo com o encontro sendo realizado na modalidade on-line, os bispos dedicaram um momento da manhã para aprovar um texto que foi, previamente, redigido por um grupo de bispos. A apresentação do texto foi realizada por dom Severino Clasen, arcebispo de Maringá (PR), que compõem essa equipe de redação.

Na proposta do texto, o episcopado renova sua fidelidade e comunhão com o Papa Francisco, reconhecendo seus inúmeros esforços para construir a unidade na Igreja e favorecer o diálogo inter-religioso e cultural. Também manifesta gratidão pelas iniciativas eclesiais e sociais e pela proximidade e solidariedade do Pontífice com o povo brasileiro, neste tempo de pandemia.

A equipe de redação da mensagem propôs aos bispos de escreverem ao Papa sobre os desafios sociais e eclesiais deste momento pandêmico, sem deixar de mencionar as inúmeras iniciativas pastorais e as vozes proféticas que estão surgindo. A mensagem também propõe informar sobre o tema central da Assembleia: “Casa da Palavra: animação bíblica da vida e da pastoral a partir das comunidades eclesiais missionárias”.

O texto proposto conclui-se com o pedido da Bênção Apostólica para cada bispo e pessoa envolvida na realização dessa Assembleia e assegura ao Pontífice a oração dos bispos por sua vida e ministério na Igreja.

Após a apresentação do texto, os bispos que desejaram inscreveram-se pelo chat para fazer apontamentos, correções e sugestões. Ao longo do dia, a equipe de redação ainda receberá correções e emendas, até chegar a uma redação aprovada por todos. A mensagem do episcopado brasileiro ao Papa Francisco deve ser concluída ao longo da semana.

Por CNBB.