A Comissão Episcopal para o Laicato da CNBB realizou uma reunião, online, no dia 12 de junho, para planejar o 17º Seminário com os Bispos Referenciais para as Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) e para o Laicato. A proposta, segundo a assessora da Comissão, Celia Soares de Sousa, é que o seminário seja realizado nos dias 22 a 25 de agosto, em Brasília (DF).

Além dos bispos, o desejo é que participem do Seminário representantes do Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB), da  Ampliada Nacional das CEBs, do Centro Nacional de Fé e Política (CEFEP), do CHARIS e das demais Expressões Laicais da Igreja no Brasil (Movimentos, Associações Laicais, Serviços Eclesiais, Família dos Carismas e Novas Comunidades).

Garantir que todos esses segmentos, que são acompanhados pela Comissão, participem do Seminário é para a Celia Soares de Sousa, assessora da Comissão, um dos grandes desafios, uma vez que a iniciativa busca fazer com que “os cristãos leigos tomem, cada vez mais, consciência do seu ser sujeito eclesial, de ser um laicato maduro, um laicato comprometido com as questões da igreja, mas também da sociedade”.

“(…) e, sobretudo, em tempos de Papa Francisco, em tempos de sinodalidade, tudo isso é extremamente relevante retomando  também aspectos bíblicos como sobretudo as comunidades dos Atos dos Apóstolos e também o próprio Concílio Vaticano II, que são os clamores do Papa Francisco, os clamores do sínodo sobre a sinodalidade e os clamores para a Igreja, ainda nesses tempos onde o concílio se faz tão atual”, afirma a assessora.

Papel da Comissão

Conforme está definido 24º Plano de Pastoral 2024-2027, da CNBB, a Comissão Episcopal para o Laicato (CEPL) da CNBB, tendo como referenciais as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil 2019-2023 e sua atualização, e todo o processo sinodal, é um serviço à CNBB aos seus regionais e a todas as Expressões Laicais.

Ela busca acompanhar, assessorar e promover a identidade, vocação, espiritualidade e missão, bem como a formação, organização e atuação do laicato na Igreja e no mundo, a fim de que os cristãos leigos e leigas contribuam, com seus dons, carismas, serviços e ministérios, para o crescimento das comunidades eclesiais e na construção de uma sociedade justa e solidária.

São membros do Grupo de Reflexão: Ivenise Santinon, Lucia Pedrosa Pádua, Celso Carias, Daniel Seidel, Laudelino Augusto, padre Ernanne Pinheiro e padre Paulo Adolfo e os assessores da Comissão Celia Soares de Sousa (Laicato), Marilza José Lopes Schuina (CEBs), Jardel Neves Lopes (Cefep) e Sonia Gomes de Oliveira, atual presidente do Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB).