A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), por meio do seu economato e de seu Conselho de Gestão, promove de 14 a 16 de maio deste ano, o Seminário para Ecônomos de (arqui) dioceses com o tema: “A gestão no Magistério da Igreja: o ofício do ecônomo na construção de uma Igreja credível e sustentável“.

O encontro acontece na Casa dom Luciano em Brasília (DF) e é destinado aos ecônomos das arquidioceses e dioceses do Brasil, profissionais que auxiliam os bispos na gestão eclesial de Igrejas particulares a partir das orientações do Código do Direito Canônico e legislações Tributária e Contábil.

De acordo com o ecônomo da CNBB, monsenhor Nereudo Freire Henrique, se traduzirá num momento importante e positivo para a Igreja no Brasil porque está sendo pensado como resposta às  necessidades  eclesiais no campo da gestão moderna.

“Estaremos dando um testemunho porque quando temos uma gestão organizada, nós sinalizamos para a prática da coerência com a Palavra de Deus.  Assim estaremos dando suporte à missão pastoral e ao anúncio da Boa Nova”, reforçou o ecônomo da CNBB.

Gestão de excelência

Para o monsenhor Nereudo, com esse encontro, a CNBB sinaliza para a importância e a missão do ecônomo e como uma oportunidade de responder às necessidades da Igreja. “Esse encontro também responde aos anseios do Papa Francisco por uma Igreja com uma boa gestão com muita transparência”, disse.

Monsenhor Nereudo destaca ainda que será uma oportunidade de trocar diferentes experiências na área de gestão implementadas pelas dioceses, com ênfase para os aprendizados de práticas das dioceses com gestão de excelência. “Teremos conferencistas, especialistas em várias áreas contábil, trabalhista, auditoria e de ferramentas modernas”, reforçou.

 Conferências do Seminário:


14 DE MAIO

1ª Conferência: Transparência no economato à luz das iniciativas do Papa Francisco – Dom Giambatistta Diquattro, núncio apostólico do Brasil

2ª Conferência: Gestão de Crise: navegando nos desafios e descobrindo oportunidades –  Gerson Camarotti, jornalista da Globo

3ª Conferência: A missão do ecônomo no Magistério do Papa Francisco – Dom Edson Oriolo, bispo de Leopoldina (MG)

4ª Conferência: Tornando a contabilidade uma ferramenta vital na gestão

15 DE MAIO 

5º conferência: Governança na Cúria e nos organismos vinculados – professor Paulo Gontigo, Diretor de Finanças e Controladoria na Sociedade Mineira de Cultura

6ª conferência: A questão patrimonial: mitigando riscos e prevenindo problemas na gestão de obras – Padre Vanderlei Bock, presbítero na arquidiocese de Porto Alegre

 7ª Conferência: Mitigando riscos trabalhistas nas dioceses e paróquias – advogada Vera Costa

 8ª Conferência: Comunicação efetiva na gestão de investimentos pastorais: estratégias para uma abordagem econômica e sustentável – Padre Arnaldo Rodrigues, assessor de Comunicação da CNBB

9ª conferência: Orientações fiscais para organizações religiosas

10ª conferência: Transparência: a importância da auditoria externa – Thiago Marinho, sócio da DCA auditores

16 DE MAIO 

11ª conferência:  Temas jurídicos para a gestão do economato – advogado Hugo José Sarubbi Cysneiros Oliveira

12ª Conferência: Gestão eclesial sustentável: o ecônomo e o imperativo canônico dos orçamentos

13ª conferência: Gestão eclesial: case CNBB – monsenhor Nereudo e José Luna, membros do Conselho de Gestão da CNBB