A sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília (DF), recebeu a visita do substituto para os assuntos gerais da Secretaria de Estado do Vaticano, dom Edgar Peña Parra, na manhã desta quinta-feira, 23 de maio. Na agenda, também foi visitada a Casa Bom Samaritano, onde são acolhidos migrantes venezuelanos, compatriotas de dom Edgar. As duas atividades foram acompanhadas pelo bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da CNBB, dom Ricardo Hoepers, e o núncio apostólico no Brasil, dom Giambatistta Diquattro.

Migrantes compatriotas

A primeira atividade do substituto para os assuntos gerais da Secretaria de Estado foi na Casa Bom Samaritano. O local, sedido pela CNBB, é uma residência temporária onde são acolhidas famílias de imigrantes venezuelanos, no projeto “Acolhidos por meio do trabalho”. A iniciativa é implementada pela AVSI Brasil e pelo Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH)/Irmãs Scalabrinianas, com financiamento do Departamento de População, Refugiados e Migração (PRM) do governo dos Estados Unidos.

No local, dom Peña Parra pôde conhecer a estrutura de acolhimento e a metodologia do trabalho, além de ouvir testemunhos de mulheres que chegaram ao Brasil com suas famílias em busca de uma vida mais digna. Atualmente, a Casa Bom Samaritano acolhe 77 pessoas, sendo 43 delas crianças. A equipe que atua no local contou que 698 pessoas já foram acolhidas no projeto, desde 2021.

O diretor-presidente da AVSI Brasil, Fabrizio Pellicelli, destacou a dom Edgar Peña Parra que o trabalho realizado no projeto Acolhidos por meio do Trabalho é possível por ter como fundamento os quatro verbos apresentados pelo Papa Francisco para a ação da Igreja com os migrantes: acolher, proteger, promover e integrar.

Sede da CNBB

Já na sede da CNBB, dom Peña Parra foi acolhido pelo secretário-geral, dom Ricardo Hoepers, os membros do Secretariado Geral, assessores das Comissões Episcopais e colaboradores dos diversos setores da entidade. Ele manifestou a proximidade do Papa Francisco com o Brasil, agradeceu a dedicação dos que atuam na Conferência, contribuindo com a missão dos bispos e manifestou alegria por ver o grande número de mulheres que atuam na sede.

Ao final do momento com os assessores e colaboradores, o arcebispo conduziu uma oração pela paz, transmitindo a bênção do Papa Francisco aos colaboradores e confiando a intenções à intercessão de Nossa Senhora Aparecida.

Em outro momento, já com os assessores do Secretariado Geral e colaboradores da Nunciatura Apostólica, ele agradeceu o trabalho em conjunto da Conferência dos Bispos e da Nunciatura Apostólica no Brasil, destacando a importância da sinodalidade traduzida em “efetivamente caminhar juntos”.