Do dia 01 a 03 de setembro, estiveram reunidos mais de mil catequistas de todo País, no Santuário Nacional de Aparecida, em Aparecida (SP). O evento foi organizado pela Comissão Episcopal para a Animação Bíblico-Catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). De Santa Catarina, em torno de 130 participantes, das 10 dioceses, estiveram representando o Regional Sul 4 da CNBB.

Com o lema “Tocar corações e impulsionar a missão”, o encontro teve o objetivo de recordar o documento “Catequese renovada: orientações e conteúdo” aprovado em 1983 durante a 21ª Assembleia Geral (AG) da CNBB e, com ele, animar a acolhida de seu conteúdo nas comunidades brasileiras.

Na abertura do encontro, a assessora da Comissão, Mariana Venâncio, destacou a atual importância do documento lançado há quatro décadas. Sobre o texto, ela ressaltou tratar-se de um tesouro precioso que a Igreja no Brasil reservou aos catequistas ensinando-os “o caminho de sinodalidade e de escuta”.

O arcebispo de Santa Maria (RS) e presidente da Comissão Episcopal para a Animação Bíblico da CNBB, Dom Leomar Antônio Brustolin, evidenciou o processo de catequese como caminho eclesial de fidelidade às fontes da fé.

Padre Abimar de Moraes assessorou a primeira conferência do encontro intitulada: “Catequese Renovada: contexto teológico-eclesial de uma recepção criativa do Concílio Vaticano II”. A segunda conferência foi assessorada pela irmã Maria Aparecida Barbosa, da Congregação do Imaculado Coração de Maria, que apresentou um panorama do documento Catequese Renovada. Catequese como iniciação à fé e como educação permanente para a comunhão e participação na comunidade de fé. Dom Leomar abordou questões cruciais relacionadas à Catequese em um mundo contemporâneo, e padre Jean Poul Hansen, da diocese de Campanha (MG), sobre a relação entre fé e vida a partir do documento Catequese Renovada.

Durante o encontro houve uma “mesa redonda” sobre a Iniciação à Vida Cristã. A conversa concentrou-se na rica diversidade de abordagens aplicadas à Iniciação à Vida Cristã nas comunidades primitivas, destacando a relevância das Cartas Paulinas como modelo para esse processo iniciático.

 

Para Regiane Dutra Freire,

“Participar do Encontro dos 40 anos do Documento Catequese Renovada foi muito gratificante. Ter a oportunidade de celebrar com catequistas de vários lugares do Brasil, ouvir testemunhos de pessoas que colaboraram na construção e efetivação deste documento, como padre Luiz Alves Lima, irmão Israel Nery, padre Zeca, dom Eugênio Rixen e tantos outros que fazem ecoar a Palavra de Deus, e desenvolvem um verdadeiro ministério, um serviço à comunidade cristã, guiados pelo Espírito Santo. Tocar corações e impulsionar a missão esse é nosso compromisso, como catequistas e discípulos missionários”, finaliza.

 

 

A programação contemplou as celebrações das Missas no Santuário Nacional de Aparecida. Destaca-se, no domingo, 3 de setembro, na qual a Comissão Episcopal para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB celebrou a abertura do Mês da Bíblia 2023. Dom Leomar, presidente a Celebração Eucarística, ressaltou a estreita relação entre Bíblia e Catequese, chamando atenção para o fato de que a Catequese presta grande serviço à Palavra e deve comprometer-se sempre mais com a centralidade da Bíblia nos processos iniciáticos.

O encontro “Catequese Renovada – 40 anos” foi marcado por diversas reflexões e um apelo à renovação da fé e ao compromisso com a missão evangelizadora de Cristo. O mesmo, culminou com o lançamento da Romaria Nacional de Catequistas anunciado por dom Leomar Antônio Brustolin. O momento formativo está previsto para acontecer de 30 de agosto a 1º de setembro de 2024, no Santuário Nacional de Aparecida, e as inscrições já estão abertas.

Confira algumas imagens dos participantes de Santa Catarina.