Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A Pastoral Carcerária, no Brasil, celebra neste ano de 2022 o seu jubileu de ouro. São 50 anos de constantes visitas ao cárcere, presença da Igreja na visita ao Jesus encarcerado, sempre ao lado dos presos, familiares e organizações parceiras na luta por um mundo sem cárceres, percebendo as agonias, dores e sofrimentos da população mais marginalizada do país: escutando o grito das “periferias existenciais”.

A Pastoral Carcerária é uma das pastorais sociais ligadas à Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Sociotransformadora da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Para marcar a celebração dos 50 anos, a Pastoral está organizando uma romaria em Aparecida do Norte/SP, dia 28 de agosto, no Santuário Basílica de Nossa Senhora Aparecida.

Padre Almir José Ramos, vice-coordenador nacional da Pastoral Carcerária, explica a organização estadual para participar da celebração dos 50 anos e relata sobre o trabalho realizado nas penitenciárias de Santa Catarina.

 

Por CNBB Sul 4 - Imagens: Jaison Alves da Silva