Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A manhã do primeiro dia da reunião do Conselho Regional de Pastoral da CNBB Sul 4 foi dedicada à reflexão das questões emergentes para o futuro da evangelização na América Latina e no Caribe. Colaboram na assessoria da reunião a presidente do Conselho Nacional de Leigos do Brasil (CNLB), Sônia Gomes de Oliveira, e o bispo auxiliar de Belo Horizonte, dom Vicente de Paula Ferreira, C.Ss.R.

Analisando questões eclesiais e a sociedade, os assessores aprofundaram os doze desafios apontados pela Assembleia Eclesial para a transformar o rosto da Igreja:

  • Reconhecer e valorizar o papel dos jovens na comunidade eclesial e na sociedade como agentes de transformação.
  • Acompanhar as vítimas das injustiças sociais e eclesiais com processos de reconhecimento e reparo.
  • Promover a participação ativa das mulheres nos ministérios, instâncias de governo, discernimento e decisão eclesial.
  • Promover e defender a dignidade da vida e da pessoa humana da concepção à morte natural.
  • Aumentar o treinamento em sinodalidade para erradicar o clericalismo.
  • Promover a participação dos leigos em espaços de transformação culturais, políticas, sociais e eclesiais.
  • Ouvir o clamor dos pobres, excluídos e rejeitados.
  • Reformar os itinerários de treinamento dos seminários, incluindo temas como ecologia integral, povos indígenas, inculturação e interculturalidade e pensamento social da Igreja.
  • Renovar, à luz da Palavra de Deus e do Vaticano II, nosso Conceito e experiência de Igreja Povo de Deus, em comunhão com a riqueza de sua ministerialidade, que evita o clericalismo e favorece a conversão pastoral.
  • Reafirmar e dar prioridade a uma ecologia integral em nossas comunidades, dos quatro sonhos da Querida Amazônia.
  • Promover um encontro pessoal com Jesus Cristo encarnado na realidade do continente.
  • Acompanhar indígenas e afrodescendentes na defesa de vida, terra e culturas.

Ecos da Assembleia

Dom Vicente Ferreira de Paula destacou que todos tem uma vocação enquanto ser humano: cuidadores das feridas mais graves no corpo do ser humano e da terra. “O capitalismo global hegemônico está matando o nosso povo. É preciso reinventar a nossa sociedade. É preciso assumir as feridas e vulnerabilidades como um lugar nosso, humano e profundo, caso contrário, cairemos numa alienação” disse o bispo.

Dom Vicente de Paula Ferreira, bispo auxiliar de Belo Horizonte. Foto: Franklin Machado/CNBB Sul 4.

“Será que nesse processo nós conseguiremos falar tudo? Ou nos calaremos diante das perseguições, violências e exclusões? Qual a bolha que não queremos largar em nossa Igreja?”, interrogou dom Vicente ao alertar que todos os cristãos são convocadas pelo batismo a fazer mudanças, com a consciência convicta do seu papel.

Para Sônia Gomes de Oliveira a Assembleia Eclesial foi uma escola de aprendizado. A presidente do CNLB dividiu o processo de construção e realização da Assembleia:

1) Conhecimento: materiais foram criados com conteúdos atuais a partir da realidade pandêmica, e reafirmou o método ver, julgar e agir.

2) Escuta: A Assembleia eclesial saiu fora da estrutura da Igreja e chegou a espaços onde não chegava antes e ouviu muita gente.

3) Realização da Assembleia: com grande diversidade e bom número de participantes, a assembleia que reuniu quase todas as forças vivas do Povo de Deus.

4) Aprendizado: sinodalidade de conjunto e processos; foi possível perceber a periferia presente que nos convoca à missão.

Sônia Gomes de Oliveira, presidente do CNLB. Foto: Franklin Machado/CNBB Sul 4.

Destacando o desafio e necessidade da igreja em acompanhar indígenas e afrodescendentes na defesa de vida, terra e culturas, Sônia ainda apontou que isso só será possível através do encontro pessoal com Jesus Cristo encarnado na vida das pessoas. “Ainda não colocamos Jesus Cristo no centro de nossa espiritualidade, se assim fizermos, conseguiremos fazer a travessia de Nazaré a Galileia” afirmou.

Material Formativo

Em uma parceria com as Editora Paulinas, cada participante do Conselho Regional de Pastoral recebeu um exemplar de um compêndio com artigos produzidos a partir da Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe (foto da capa). Para conhecer o material, acesse o portal das Paulinas clicando aqui.

Acompanhe fotos e outras notícias da Reunião nas redes sociais do Regional Sul 4 da CNBB.