Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Neste ano o papa Bento XVI convida toda a juventude católica do mundo a estar “enraizada e edificada em Cristo” e a ser “firme na fé”, por meio da Jornada Mundial da Juventude de 2011 (JMJ-2011), que acontecerá nas belas e acolhedoras terras de Madri, capital da Espanha.

Movidos pelo desejo de celebrar o seguimento de Jesus e de estar sempre enraizados e edificados em Cristo milhares de jovens de todo o mundo se encontrarão com o papa no mês de agosto em Madri, para uma experiência que deseja marcar a vida de todos os jovens do mundo que fazem a opção de seguir Jesus.

A CNBB, através do Setor Juventude, está organizando a Delegação Oficial do Brasil para a JMJ 2011 que levará à Madri mais de 600 jovens, assessores, religiosos, padres e bispos para Madri. As Pastorais da Juventude do Brasil estão inseridas nesse processo e têm a felicidade de participar da delegação oficial com um grande número de delegados de todos os cantos do Brasil. Sem contar todos os jovens, assessores e amantes da juventude que participam por iniciativa própria da JMJ, com o intuito de vivenciar este importante e marcante acontecimento da vida Igreja, em favor da juventude discípula de Jesus Cristo.

Para a delegada da diocese de Caxias do Sul (RS) e participante da Coordenação Nacional da PJ a jovem Paula Grassi, participar da JMJ “é uma grande oportunidade para partilhar experiências com jovens de todos os continentes e vivenciar a solidariedade e a perseverança que brota nos diversos rostos presentes”.

O delegado da diocese de Olinda e Recife (PE) e membro da equipe da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP), jovem Neyl Santos, acredita que a JMJ pretende ser um momento de aprofundamento da fé juvenil, fé que, aliás, é uma característica da juventude.

Para ajudar na preparação e na vivência da JMJ 2011, a Coordenação Nacional da PJ está preparando textos e roteiros, que serão divulgados e disponibilizados, para aqueles que irão ou não para a JMJ. O desejo é que todos os grupos de jovens do país possam viver um pouco da JMJ mesmo não estando em Madri.

Blog da CNBB