Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Ccoordenadores de Conselhos Missionários Diocesanos (Comidis), Infância e Adolescência Missionária (IAM), Juventude Missionária (JM), ministros da Palavra e da Eucaristia, religiosas, seminaristas e padres participaram do encontro do Comire, em Lages (Foto: Divulgação)

A missão é de Deus junto à qual nós somos convidados a colaborar. Assim nasce a cooperação missionária”, afirmou padre Jaime Carlos Patias, secretário nacional da Pontifícia União Missionária, em encontro sobre “espiritualidade missionária” promovido pelo Conselho Missionário Regional (Comire) do Regional Sul 4 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, 12 a 14, em Lages, SC.

Os membros da Igreja precisam ser a missão de Deus no mundo porque “não é a Igreja que tem uma missão, mas Deus que tem uma Igreja para chegar a todos os povos”, explicou padre Patias para 50 lideranças que trabalham na animação missionária.

Para que isso aconteça temos que sair, sair de nós mesmo, da nossa casa, da comunidade e até do país. Nem todos podem sair, mas alguém deve partir e a comunidade precisa encontrar formas de se conectar também com a missão além-fronteiras —, acrescentou.

O secretário destacou que “espiritualidade” e “espiritualismo” são coisas diferentes. A primeira é “resultado duma mística, uma experiência de apreensão do divino em nós e no mundo. É mais um sentir Deus do que pensar Nele”, enquanto o espiritualismo “é uma fuga do mundo, da matéria, dos desafios da vida”.

Dom Odelir José Magri, bispo de Chapecó e referencial para o Comire no Regional Sul 4, elogiou a articulação entre as organizações para ação missionária.

Aqui encontramos representantes das dioceses que depois se tornam multiplicadores nas Igrejas locais. Além das formações específicas em Brasília, contamos com a assessoria das Pontifícias Obras Missionárias que marcam presença nos regionais. É um trabalho muito bonito de sintonia —, declarou dom Odelir, que é missionário comboniano.

De acordo com o Coordenador do Comire em Santa Catarina, padre Celso Carlos Puttkammer dos Santos, o próximo passo será organizar e fortalecer conselhos missionários nas dioceses e paróquias até a Assembleia do Regional, marcada para outubro.

Com informações da Assessoria de Imprensa das Pontifícias Obras Missionárias