Bispos de Santa Catarina convocam fiéis para a Greve Geral de 28 de abril

Em nota, a CNBB disse que as reformas propostas escolhem o caminho da exclusão social

Na próxima sexta-feira, 28 de abril, entidades, movimentos sociais e sindicatos de todo o país se articulam para a realização de uma greve geral contra as reformas da Previdência e trabalhistas apresentadas pelo Poder Executivo e em tramitação no Congresso Nacional. Em nota, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), colocou que as reformas propostas escolhem o caminho da exclusão social e que todo o cristão e pessoas de boa vontade, particularmente as comunidades, devem se mobilizar a fim de buscar o melhor para o povo, em especial os mais fragilizados.

Em sintonia com o momento atual, Dom João Francisco Salm, bispo de Tubarão, Dom Odelir José Magri, bispo de Chapecó e Dom Frei Severino Clasen, bispo de Caçador, gravaram vídeos convocando o povo para a reflexão sobre a atual conjuntura e a participação nos atos propostos na Greve Geral. Para Dom João Francisco Salm, é indispensável neste momento um amplo diálogo do governo com todas as instâncias da vida social e da defesa dos mais pobres. ‘Não se trata simplesmente de uma opção político partidária, é a consciência cristã que se inquieta e não cala’, disse o bispo.

Dom Odelir Magri, além de convocar os fiéis para os atos, destacou os pontos em que a Igreja se coloca contrária no contexto de reformas apresentadas pelo governo. ‘Vamos juntos lutar em defesa da vida, em defesa dos direitos já adquiridos e do uso correto dos bens públicos e, sobretudo, do dinheiro público. Vamos lutar por outro Brasil possível. Por outro Brasil melhor, mais justo, mais digno e mais fraterno’, posicionou o bispo.

Para Dom Frei Severino Clasen, a população precisa reagir para que não seja ainda mais prejudicada pelo atual governo. ‘O dia 28 de abril também deve ser o grito para que seja esclarecido o que de fato está acontecendo para que amanhã não seja tarde demais’ destacou.

55ª Assembleia Geral da CNBB

Na manhã desta quarta-feira (26), durante a cerimônia de abertura da 55ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, o presidente da instituição, Cardeal Sergio da Rocha, disse que a solicitude do episcopado brasileiro não se restringe à vida interna da Igreja, mas se estende à vida social do país, nos seus aspectos políticos, econômicos e cultural. ‘Neste ano em que celebramos os dez anos da Conferência de Aparecida, que esta assembleia nos ajude a redobrar o empenho para sermos uma Igreja de discípulos missionários de Jesus Cristo para que Nele, nossos povos tenham vida, para que Nele, o nosso povo brasileiro tenha vida neste tempo tão desafiador de crise política e econômica’, afirmou o cardeal, recordando o contexto por que passa o país.

CALENDÁRIO

SuMoTuWeThFrSa

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹nov 2020› » 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This