#ForçaChape: Igreja oferece solidariedade às vítimas, parentes, torcedores e dirigentes

Queda do avião provocou a morte de 75 pessoas. Seis sobreviveram, de acordo com autoridades locais.

Desde o início da manhã Igreja Católica em Santa Catarina acompanha consternada as consequências da queda do avião que transportava o time da Chapecoense para a Colômbia, na madrugada de hoje (29). No acidente, 75 pessoas morreram e seis foram resgatadas com vida.

Em um vídeo divulgado, pela manhã, na internet, o bispo de Chapecó, dom Dom Odelir José Magri, afirmou que “é um momento difícil de se falar”. De acordo com o bispo, “estamos sofrendo juntos, todos. Queremos viver isso não com desespero, mas na dimensão da fé, da esperança. Sabemos que o que pode nos unir, o que nos dar força, o que pode reforçar nossa comunhão neste momento é a dimensão da fé, da oração, o pedido e a intercessão da presença, da graça e força de Deus.”

Uma missa em sufrágio das vítimas será celebrada na Catedral de Chapecó na tarde de hoje. À Rádio Vaticana, dom Odelir assegurou que “neste momento nossa atitude vai ser de presença, de acompanhar, de solidariedade, de participar dessa dor com as famílias, os amigos, e depois toda a família chapecoense, os torcedores”.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil Regional Sul 4 (Santa Catarina) divulgou uma nota de solidariedade à grande família da Associação Chapecoense de Futebol, assinada pelo seu presidente, dom João Francisco Salm, bispo diocesano de Tubarão. A declaração afirma que “a Igreja Católica em Santa Catarina e o Regional Sul 4 da CNBB, na hora de tanto sofrimento, lamenta o que ocorreu e manifesta solidariedade, em especial para com os familiares e amigos mais próximos das vítimas: dirigentes, atletas, os profissionais da comunicação, convidados e tripulantes”.”

Desde Brasília, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou carta ao bispo da diocese de Chapecó, dom Odelir José Magri. O texto é assinado pelo secretário geral da entidade, dom Leonardo Steiner. Ao manifestar o pesar pela tragédia, transmite sua “expressão de proximidade espiritual ao senhor e a todos as famílias e comunidades da Diocese de Chapecó. Desejamos uma recuperação rápida e completa dos feridos neste acidente. E, recordamos que, nestes momentos de tristeza e dor, renovamos, juntos, a nossa fé como sinal de consolação e de esperança no Senhor ressuscitado: Todo aquele que vive e crê em mim, não morrerá jamais”.

Também manhã, o arcebispo da Arquidiocese de Florianópolis, dom Wilson Tadeu Jönck, emitiu uma nota de solidariedade as vítimas. “Deixamos nossas condolências a Associação Chapecoense de Futebol, aos familiares das vítimas e toda cidade de Chapecó. Nos solidarizamos com toda a cidade”.

O acidente

Um avião que levava o time da Chapecoense, de Santa Catarina, caiu na Colômbia na madrugada de hoje (29), informou o Aeroporto José María Córdova, de Rionegro. A equipe seguia para Medellín, onde iria disputar amanhã (30) a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional da Colômbia. Cerca de 600 ou 700 pessoas estão na Arena Condá acompanhando a chegada dos jogadores que não foram a Medellín e não acompanharam a delegação.

CALENDÁRIO

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹dez 2020› » 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This