Por segurança do trânsito, Pastoral da Sobriedade participa de ato cívico em Jaraguá do Sul

Familiares receberam cruzes das 48 vítimas do trânsito na região (Foto: Divulgação)
Familiares receberam cruzes das 48 vítimas do trânsito na região (Foto: Oséias Machado)
Pelas ruas da cidade, famílias pediram justiça pela morte de entes queridos

A Pastoral da Sobriedade, em parceria com uma associação de moradores local e outras entidades, realizou a 8ª Marcha do Silêncio, 15, em Jaraguá do Sul, norte de Santa Catarina. Cerca de 550 pessoas, chamaram a atenção para a segurança do trânsito, com o tema “onde vais com tanta pressa?”.

De acordo com os coordenadores regionais da pastoral, Valério Costa e Alerte Costa, a pressa é “uma, vilã criada por nós e responsável por muitos acidentes de trânsito”. Para eles, a pressa é causada pela falta de organização de tempo. “Esse é um mau hábito que deve ser eliminado de nossa cultura”, apontaram.

A passeata, com tambores, nas ruas centrais da cidade, também lembrou as 48 vítimas fatais do trânsito da região, desde outubro do ano passado. Familiares das vítimas carregaram igual número de cruzes para depositá-las na praça com faixas de luto. Os participantes também realizaram uma oração pelas vítimas.

A próxima marcha, que acontece anualmente, no terceiro domingo de novembro, está relacionada com Dia Mundial em Memória às Vítimas de Trânsito. O próximo ano, o ato cívico lembrará os riscos das distrações no trânsito.

Mortalidade

Dados do Ministério da Saúde indicam que cerca de 45 mil pessoas perdem suas vidas todos os anos no trânsito no Brasil. Esse número coloca país em quarto no mundo em mortes, através apenas da China, Índia e Nigéria.

Segundo Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes (VIVA 2011), que traça o perfil das vítimas de violências e acidentes atendidas em serviços de urgência e emergência do Sistema Único de Saúde em capitais brasileiras, 78,76% das vítimas de acidente de transporte terrestre envolvendo motociclista são homens, na faixa etária de 20 a 39 anos. Entre os motociclistas ouvidos, 19,6% informaram o uso de bebida alcoólica antes do acidente e 19,7% estavam sem capacete.

CALENDÁRIO

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹dez 2020› » 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This