Presidência da CNBB deve fazer visitas oficiais ao Papa Francisco e a Presidenta Dilma

CNBB mantém relações institucionais com autoridades públicas preocupada com os pobres

Dom Leonardo Steiner, Secretário Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, informou, na entrevista coletiva após a 53ª Assembleia Geral da entidade, em Aparecida, 24, que a presidência da CNBB visitará o Papa Francisco para apresentar os resultados da Assembleia. Este momento anual, que permite o diálogo, também serve para “ouvir as orientações”.

Ele revelou que a “reunião é sempre agradável” e o papa tem sempre curiosidade de saber como está o trabalho da Conferência. O encontro pode acontecer em setembro ou outubro.

Além disso, também é “praxe da nova presidência fazer uma visita ao Presidente (da República)”, o que aconteceu mesmo durante a ditadura militar. Os bispos também estabelecem contato com o presidente do Supremo Tribunal Federal e com o procurador geral da República.

— Às vezes a gente sente que alguns pensam que a visita no caso da presidente que é uma visita para reforçar o Partido dos Trabalhadores. Não! É uma visita de relação de entidades. Nós não visitamos, portanto, partidos. Nós sempre vamos com pontos para discutir, para propor. E sempre com uma preocupação muito importante. Não para a igreja se impor, mas a questão realmente dos pobres —, explicou dom Leonardo.

Nos ministérios, é comum o Secretário Executivo acompanhar integrantes de comunidades tradicionais, como indígenas e quilombolas, em nome da CNBB para que sejam expostas suas necessidades às autoridades.

CALENDÁRIO

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹dez 2020› » 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This