SSB/SC: Celebração e plantio de cruz de cedro encerram atividade

Missa presidida pelo bispo dom Severino Clasen relembrou a primeira Romaria da Terra e a resistência pela vida
Cruz Cedro SSB/SC

Caminhada levou cruz de cedro até o local em que foi plantada a cruz da romaria da terra em 1986 (Foto: Marcelo Luiz Zapelini/CNBB Sul 4)

A 5a. Semana Social Brasileira (SSB) em Santa Catarina foi encerrada, dia 08 de setembro, em celebração que relembrou fragmentos da Guerra do Contestado (1912-1916) e a primeira romaria da terra catarinense, em 1986. Os participantes caminharam até o local do plantio da cruz da romaria, em frente da casa da família de Edson de Lorenzi.

A adolescente Chica Pelega, umas das principais personagens da Guerra do Contestado foi representada, montada em uma égua, na celebração, para lembrar o massacre que a então Cidade Santa sofreu. Chica morreu ao tentar salvar as crianças, protegendo-as na igreja, que foi incendiada pelo bombardeio do exército.

De Lorenzi narrou momentos importantes da 1a. Romaria da Terra que teve como lema “Da luta pela terra brota a vida”. Naquele 14 de setembro, “uma grande listra branca desenhada pelo teto dos ônibus surge no horizonte. Parecia não ser verdade”, contou. Criar novos espaços arrancando cercas, foi necessário para estacioná-los. Encanamentos das casas precisaram ser arrancados para suportar o abastecimento de água para cerca de 25 mil romeiros.

— Daquele dia em diante, nós não somos mais os mesmos. Entendemos que para garantir nossos direitos precisamos nos unir, se organizar e lutar — relatou de Lorenzi, antes de acrescentar que eles sentiram agora o mesmo calor e o mesmo desafio daquela romaria.

A celebração continuou ao lado da capela da comunidade. Dom Severino Clasen, bispo de Caçador, afirmou, na homilia, que a união de todos é que transforma a sociedade e não cada um em seu “pacotinho”, se referindo as pastorais e movimentos isolados. A resposta ao “amor absoluto de Deus” é “buscar os instrumentos de transformação” e aprender, na história, com os acertos e erros.

— Voltem com mais coragem, mais comprometidos, mais sensibilizados, de que vale à pena, revestidos dos sentimentos de Jesus, ser discípulos Dele para transformar. Essa transformação já podemos ver nesse mundo, em nossos lugares, aqui e ali, sinais do Reino de Deus acontecendo. É possível, se nós erguermos a cabeça e dermos continuidade a toda reflexão construída nestes dias — concluiu dom Clasen, quando pediu para ninguém desista mesmo que venham críticas.

A cruz de cedro foi levada a pátio do “Museu o Jagunço”, próximo a capela, para ser plantada. A expectativa é que brote, como a antiga cruz da romaria, cujo broto cresceu por três anos, até ser derrubada acidentalmente por uma vaca. Ao redor da nova cruz, foram semeados girassóis e plantadas margaridas. É uma memória “ da resistência na luta para uma nova sociedade, onde o povo manda e o governo obedece”.

Como em 1986, a partilha de alimentos na SSB/SC resultou em excedente, que foi encaminhado a um acampamento de indígenas em Fraiburgo e outro de Sem Terra em Lebon Régis.

A Semana Social Brasileira catarinense, discutiu alternativas ao Estado atual, entre os dias 06 e 08 de setembro, em Taquaruçu, no interior de Fraiburgo, com cerca de 500 representantes de movimentos sociais, pastorais e organismos da Igreja.

CALENDÁRIO

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹dez 2020› » 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This