Fazer com que o jovem assuma seu papel é objetivo da CF 2013, diz dom Wilson

Assembleia Legislativa de Santa Catarina promoveu sessão especial sobre a Campanha da Fraternidade 2013
Dom Wilson reafirmou a importância do jovem atuar na sociedade (Foto: Marcelo Luiz Zapelini/CNBB Sul 4)

Dom Wilson reafirmou a importância do jovem atuar na sociedade (Foto: Marcelo Luiz Zapelini/CNBB Sul 4)

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina promoveu, na noite 04 de março, no Plenário, sessão especial sobre a Campanha da Fraternidade 2013. A solenidade foi aberta pelo presidente da Casa, deputado Joares Ponticelli (PP), e proposta pelo deputado Padre Pedro Baldissera (PT) para divulgar a campanha, que este ano aborda o tema “Fraternidade e Juventude”, e tem como lema: “Eis-me aqui, envia-me”.

Em seu pronunciamento, o presidente do Regional Sul 4 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, arcebispo Dom Wilson Tadeu Jönck explicou que “a Igreja quer refletir sobre a importância do jovem. O jovem tem um lugar especial e é também sujeito de uma preocupação especial. Fazer com que assuma seu papel na igreja e na sociedade é o objetivo da campanha”.

O arcebispo explicou que a campanha está ligada à Jornada Mundial da Juventude desde ano, que acontece no Rio de Janeiro. Algumas atividades já acontecem nas dioceses, como a preparação para a Semana Missionária, em julho, em que jovens de outros países serão acolhidos pelas dioceses, dias antes do evento.

Para Dom Wilson, a preparação do jovem para atuar a sociedade e atingir suas metas pessoas é muito importante, e para isso a Igreja propõe o Evangelho como ajuda substancial para o seu desenvolvimento pessoal.

— Não tenhamos medo de apresentar aquilo que o Evangelho nos ensina, para que o jovem possa incorporar isso na sua personalidade — recomendou.

Ele pediu que cada jovem colocasse “seu coração nas suas metas”. Como umas das opções de atuação na sociedade, ele apontou atuação juvenil no parlamento que pode ser “um grande instrumento de transformação da sociedade”.

Dom Wilson garantiu que o mundo pode ser melhor se os jovens usarem seu poder de análise e de transformação, cuja oportunidade de reflexão é oportunizada pela Campanha da Fraternidade, este ano.

Mais cedo, o Coordenador do Setor Juventude da Arquidiocese de Florianópolis, Felipe Candin, apresentou, através de uma carta, a demanda da juventude para a o poder público crie o Conselho Estadual de Juventude, previsto em lei. Para Candim, apenas com políticas públicas de qualidade os jovens poderão ter seus direitos sociais garantidos. O deputado Padre Pedro, que é também o 2º Vice-Presidente da Assembleia Legislativa, garantiu que enviará a carta ao Poder Executivo, a quem compete estabelecer o órgão.

Jovens da Pastoral da Juventude de Santa Catarina denunciaram, por meio de encenação, os problemas pelos quais passam os jovens e anunciaram de coisas positivas, como inclusão, paz, saúde, educação e preservação da vida, buscadas por eles.

Durante a solenidade, o arcebispo da Arquidiocese Metropolitana de Florianópolis, Dom Wilson Tadeu Jönck, recebeu homenagem do Poder Legislativo pela evangelização em prol da juventude. Jovens coordenadores da Pastoral da Juventude e dos Setores Juventude.

CALENDÁRIO

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹dez 2020› » 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This