Renúncia do Papa foi ato de humildade, diz nota da Diocese de Criciúma

"Na Jornada Mundial da Juventude, já teremos a presença do novo papa em nosso país", prevê o texto.

Em nota, a Diocese de Criciúma comentou a a renúncia do Papa Bento XVI, anunciada pelo próprio pontífice para o dia 28 de fevereiro. Segundo o bispo Dom Jacinto Inácio Flach, que assina o documento, “este é um momento importante, no qual todos nós fomos surpreendidos pela renúncia”. O texto diz que é seu “direito renunciar” e que este foi “um ato de humildade de sua parte, renunciar, diante de suas forças físicas”

“Certamente, agora chegou o momento dele deixar que outro assuma e leve a barca de Cristo adiante. O importante para nós, cristãos católicos e pessoas de boa vontade, é que sabemos que no fundo é o próprio Cristo, por meio do Espírito Santo, que participa na eleição de um novo papa”, diz outro trecho da nota. Dom Jacinto prevê que “na Jornada Mundial da Juventude, já teremos a presença do novo papa em nosso país e esta será, provavelmente, uma das primeiras viagens que fará ao exterior” e recomenda que “é importante ficarmos com muita esperança em nossos corações e em oração, para que seja escolhido, já em março, o novo papa para a Igreja”.

CALENDÁRIO

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹dez 2020› » 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This