Símbolos da JMJ deixam Diocese de Criciúma depois de percorrem todas as comarcas

Os símbolos foram levados em procissão motorizada até à Paróquia São Marcos, em Nova Veneza, último destino na diocese

Missa no Santuário foi a última antes dos símbolos deixarem a diocese (Foto: Divulgação)

Os símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) deixam a Diocese de Criciúma depois de percorrerem 13 municípios das seis comarcas pastorais. A assessoria de comunicação da diocese informou que milhares de pessoas acompanharam acompanharam a Cruz Peregrina da Jornada, o Ícone de Nossa Senhora e o quadro da Beata Albertina ao longo de três dias.

O bispo Dom Jacinto Flach , que também percorreu outras paróquias neste dia, presidiu a missa e, em sua homilia, conduziu uma reflexão entre a visitação dos Reis Magos, cuja festa foi celebrada na liturgia deste domingo e a adoração à Cruz.

— O Ícone de Nossa Senhora está sempre perto da Cruz, porque perto da Cruz, tem que estar a Mãe, e onde está o Filho e a Mãe, estão os filhos de Deus! Os Reis do Oriente olharam o Menino e o adoraram, porque sabiam que Ele era o Messias. Nós também, se não tivermos fé, como vamos olhar e adorar a Eucaristia? Nós a adoramos e a levamos conosco, a Palavra e o Corpo — analisou.

O bispo ressaltou, nas homilias, que a visita dos símbolos é de especial importância porque muitas pessoas que não poderão participar da jornada que acontece em julho no Rio de Janeiro. Para o prelado, o momento é importante para que se aprenda com a sabedoria de Deus.

Na missa realizada em Balneário Gaivota, Ademir Freitas, secretário executivo da CNBB Regional Sul 4 (Santa Catarina), foi apresentado à comunidade pelo bispo dom Flach ressaltou a importância da presença do secretário e de suas qualidades administrativas.

De acordo com a assessoria de comunicação, na manhã de 07 de janeiro, o bispo dom Flach, presidiu a última missa com a presença dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude na Diocese de Criciúma no Santuário Diocesano Nossa Senhora de Caravaggio, com a presença de padres e pessoas de toda a comarca, que envolve as paróquias de Nova Veneza, Siderópolis, Forquilhinha e Treviso. Ele ressaltou a presença maciça do “povo generoso que soube tirar tempo para participar de todos os momentos celebrativos”.

Convidado a falar, Uilian Dalpiaz, coordenador da Pastoral Juvenil em Santa Catarina, reconheceu a acolhida realizada pelas paróquias e comunidades e o empenho com a peregrinação. Uilian pediu que ninguém desista de apoiar a juventude na diocese.

Os símbolos foram levados em procissão motorizada até à Paróquia São Marcos, em Nova Veneza, último destino na diocese. Às 18h, eles passam por Braço do Norte, primeiro destino na Diocese de Tubarão.

CALENDÁRIO

SuMoTuWeThFrSa

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹nov 2020› » 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This