Monsenhor Salm é ordenado bispo e toma posse em Tubarão

O padre João Francisco Salm foi ordenado e empossado bispo da Diocese de Tubarão (SC) dia 24 de novembro às nove horas, na catedral diocesana.

O padre João Francisco Salm foi ordenado e empossado bispo da Diocese de Tubarão (SC) dia 24 de novembro às nove horas, na catedral diocesana. Ele é o sexto prelado, desde que a circunscrição foi criada em 1954, “sou o último com a responsabilidade de primeiro”, citou ao falar pela primeira vez como bispo.

Ele também pediu engajamento dos diocesanos nas ações relacionadas com o Ano da Fé, Cinquentenário do Concílio Vaticano II e na Jornada Mundial da Juventude de 2013 e atividades na comunidade.

—Procuremos formação bíblica, mergulhemos no Catecismo da Igreja Católica, celebremos cada vez melhor a liturgia. Participemos das pastorais, dos grupos de família, dos movimentos que integram a pastoral orgânica. Exercitemos a caridade, sobretudo para com os pequeninos. Trabalhemos muito para um novo despertar vocacional — disse.

Padre desde 1979, o monsenhor dedicou 28 anos à formação de outros padres. Ele também foi ecônomo e coordenador de pastoral. Quando se tornou administrador arquidiocesano até a posse do arcebispo Dom Wilson Tadeu Jönck ano passado, renovou a administração e reorganizou o patrimônio e a economia da cúria.

— Para nós em Florianópolis, há um primeiro sentimento de perda, mas, nos recuperamos logo, e transformamos isso num sentimento de grande alegria — disse na homilia Dom Wilson, o ordenante principal.

O Subsecretário Adjunto de Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), padre Francisco de Assis Wloch, que representou a presidência da instituição, acredita no sucesso do novo bispo pelo seu histórico.

— Padre Salm foi alguém que teve sucesso em tudo o que fez. A arquidiocese perde, porque perde uma pessoa de bem, mas, ganha a Igreja e a Diocese de Tubarão com certeza absoluta — disse.

Para padre Vitor Feller, que o conhece desde quando entraram para o seminário aos 12 anos de idade, acredita que “será bastante feliz no seu episcopado porque tem capacidade de dialogar, é sereno e um homem de oração”.

— Gostei muito que ele tenha escolhido como lema “ide para a vinha”. É um lema bem pastoral, que revela a personalidade dele, o seu zelo apostólico e seu desejo de servir à Igreja — analisou.

Dom Salm tem como prioridade colocar em prática o plano Diocesano de Pastoral.

— Esse trabalho foi feito ainda sob a orientação de Dom Wilson [transferido para Florianópolis] e prevê ações até 2020. Como o plano é recente, acredito que deva ter continuidade. Outro ponto é oferecer suporte e a colaboração para a causa da santificação de Albertina [Berkenbrock] — declarou a um jornal local.

Os bispos ordenantes foram Dom Augustinho Petry, Rio do Sul e Dom Vito Schlickmann, bispo auxiliar emérito de Florianópolis. Estiveram na celebração com a participação todos os bispos de Santa Catarina, padres de Tubarão e Florianópolis, o governador catarinense Raimundo Colombo (DEM) e outras a autoridades civis e eclesiásticas. Dezenas de familiares e amigos compareceram. Fiéis das dioceses de Tubarão, Florianópolis, e Blumenau manifestaram apoio através de faixas e cartazes.

CALENDÁRIO

SuMoTuWeThFrSa

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹nov 2020› » 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This