Assembleia aprova o Plano Arquidiocesano de Pastoral para os próximos dez anos

O documento será revisado, editado, publicado e disponibilizado a todas as lideranças da Arquidiocese. Deve ficar pronto em outubro

Realizada nos dias 24 e 25 de agosto, na Paróquia de Santo Amaro da Imperatriz, a 27ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral reuniu mais de 300 pessoas, entre bispos, padres, diáconos, religiosas(os) e lideranças leigas, da Arquidiocese de Florianópolis. O Plano de Pastoral aprovado é resultado de três anos de intenso trabalho com a participação de todas as comunidades da Arquidiocese, realizado através de pesquisas e estudos da ação evangelizadora da Igreja.

Durante os dois dias, os participantes refletiram sobre a realidade eclesial e social da Arquidiocese à luz do Concílio Vaticano II e concluíram o processo de planejamento: definiram o objetivo geral, as pistas de ação e seu eixo transversal, e elaboraram projetos para a nossa Ação Evangelizadora.

A Assembleia teve início na manhã do dia 24/08, com a acolhida a todos os participantes. Durante a abertura dos trabalhos, Dom Wilson Tadeu Jönck, arcebispo de Florianópolis, falou da importância da Assembleia e do desafio que os participantes tinham nesse momento. “Iremos aprovar o resultado de três anos de estudos. Ainda teremos a missão de fazer com que o que aqui for decidido seja aplicado plenamente em nossas comunidades pelos próximos anos”, disse.

Em seguida, houve contextualização eclesial e social da Assembleia à luz do Concílio Vaticano II, do Documento de Aparecida e das Diretrizes da CNBB, com a assessoria do Pe. Antônio José de Almeida, da Diocese de Apucarana, no Paraná.

Na tarde, os participantes foram distribuídos em cinco blocos e participaram de plenárias para aprovação. O primeiro dia foi encerrado com a Celebração Eucarística presidida pelo nosso Arcebispo e com a presença da comunidade local.

No sábado, pela manhã, a Assembleia retomou os trabalhos, com os participantes novamente distribuídos em cinco blocos. Num segundo momento, cada um dos blocos foi subdividido em seis grupos. Depois, todos eles foram reunidos na plenária, quando foram apresentadas e aprovadas as propostas. O momento alto foi a aprovação total do Plano Arquidiocesano de Pastoral.

Segundo Pe. Revelino Seidler, coordenador Arquidiocesano de Pastoral, houve boa participação no processo de planejamento nas paróquias e comarcas  e, durante a Assembleia, no processo de aprovação do Plano. “Agora, o mais importante é o envolvimento das pessoas na sua execução”, disse.

Na avaliação de nosso arcebispo Dom Wilson, todo o trabalho de preparação para o Plano foi muito bem organizado e conseguiu atingir as comunidades, que se envolveram e deram sua contribuição local. “A Assembleia foi uma imagem da Arquidiocese, com representações de todos os seus organismos. O Plano mostra que não somos uma Igreja pronta, mas que dá passos adiante”, disse.

O que foi aprovado

O documento trata das cinco urgências da Igreja na Evangelização: Igreja em estado permanente de missão; Igreja – casa de iniciação à vida cristã; Igreja – lugar de animação bíblica da vida e da Pastoral; Igreja – comunidade de comunidades; Igreja a serviço da vida plena para todos. Em cada urgência foram elaboradas pistas de ações para os três múnus: Palavra (Bíblia); Liturgia (Celebração); e Caridade (ação social da Igreja nas comunidades). E cada um deles foi refletido em três instâncias: Arquidiocese; comarcas e paróquias.

Objetivo Geral
– EVANGELIZAR, a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como Igreja discípula, missionária e profética, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (Jo10,10), rumo ao Reino definitivo.

Tempo de vigência do Plano
10 anos – de 2013 a 2022

Linha Transversal da Ação Evangelizadora
Família – assim toda ação evangelizadora da Igreja deve ser perpassada tendo a família como linha mestra de trabalho.

Projetos Pastorais
Durante a Assembleia foram elaborados 30 projetos pastorais

Pistas de Ação
Os grupos propuseram e foram aprovadas 90 pistas de ação nos três múnus (Palavra, Liturgia e Caridade) e com ações nas três esferas: Arquidiocese, comarcas e paróquias.

O texto aprovado é o grande instrumento de trabalho que orientará e promoverá unidade na ação evangelizadora da Arquidiocese de Florianópolis pelos próximos dez anos. O documento será revisado, editado, publicado e disponibilizado a todas as lideranças da Arquidiocese. A expectativa é que o material esteja pronto até outubro deste ano.

CALENDÁRIO

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹dez 2020› » 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This