Em semana teológica, Diocese de Chapecó lança desafio de voltar à base

De 23 de junho a 01 de julho foi realizada a 18ª Semana Teológica da Diocese de Chapecó, em três encontros

De 23 de junho a 01 de julho foi realizada a 18ª Semana Teológica da Diocese de Chapecó. Em três encontros o Assessor das Pastorais Sociais da CNBB, Brasília, Nelito Nonato Dornelas, trabalhou o tema “Doutrina Social da Igreja” com diferentes abordagens utilizando o método do Ver, Julgar e Agir nas colocações. Com exemplos diversos o assessor contextualizou o processo em que a Igreja passa a formar uma consciência social ativa em favor dos mais pobres, estando ao seu lado e os fazendo agentes da mudança através de formações e mobilizações.

O primeiro debate ocorreu durante as três etapas a partir do filme brasileiro “Tapete Vermelho”, com roteiro de Rosa Nopemuceno, que despertou boas reflexões e sorrisos dos participantes. Nesta parte do encontro foi refletido o “Ver” da sociedade, com análises de diferentes situações e tentações da vida pós-moderna, denominação que caracteriza a época em que vivemos, com trabalhos em grupo e plenária.

Através de várias experiências, Nelito expôs a importância da Igreja atuante nas questões sociais, antes mesmo da criação de tantas formas de organização que hoje auxiliam neste trabalho, como a Cáritas e a própria CNBB. Em vários dos documentos trabalhados, foi possível perceber a necessidade de retornar a base, em ser Igreja comunidade de comunidades e, assim, desenvolver ações que auxiliam na melhoria de vida da população.

Os encontros ocorreram de forma descentralizada nas regiões de Chapecó e São Miguel do Oeste para facilitar a participação dos interessados. O primeiro encontro ocorreu nos dias 23 e 24 de junho, no salão paroquial de SMO para lideranças leigas e reuniu cerca de 70 pessoas da cidade e região. Nos dias 26, 27, 28 de junho cerca de 90 padres, religiosos/as e agentes de pastoral se reuniram para o segundo encontro da Semana, no Centro Diocesano de Formação, em Chapecó. O terceiro e último encontro reuniu 50 lideranças leigas nos dias 30 de junho e 01 de julho, também em Chapecó.

No segundo momento o assessor provoca os participantes a olhar para a sociedade e ver a ânsia de quem busca o sentido da vida. Nisso, Nelito aponta os sete pecados capitais dos tempos modernos segundo Mahatma Gandhi, sendo eles: “1-Riqueza sem trabalho 2- Prazer sem escrúpulo; 3-Comércio sem ética; 4-Ciência sem humanidade; 5-Conhecimento sem sabedoria;  6-Política sem idealismo e 7-Religião sem sacrifício”, valorizando as colocações e análises na situação local das regiões.

No terceiro momento, os debates estiveram relacionados ao “agir” voltando-se mais para ações locais e assuntos relacionados a 5ª Semana Social Brasileira, com o tema “Estado para quê e para quem?”, que ocorre de 22 a 25 de maio de 2013 em todo Brasil. O assessor apresenta de forma sucinta um histórico do processo que culminou no reconhecimento desta semana em nível nacional, ressaltando que muitas ações semelhantes foram realizadas, antes, em pequenas comunidades.

O desafio de voltar à base e aprender com os povos tradicionais foi lançado. É preciso avaliar como a igreja está inserida nos processos sociais e de que forma atua para a melhoria da qualidade de vida e do poder de transformação pessoal e coletivo dos seus fiéis. Neste intuito, cerca de 200 pessoas participaram desta formação, dentre elas Ourora Bolzan que destaca: “Achei muito interessante a contextualização dos temas. Estudamos vários documentos da Igreja em grupos. O desafio,  agora,  é aplicar os ensinamentos teóricos na prática das nossas comunidades”, salienta.

Reportagem Daiane Servo, Chapecó

CALENDÁRIO

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹dez 2020› » 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This