Profecia e Justiça: III Interdiocesanos reúnem 12 mil pessoas em SC

Divididas em 4 núcleos de dioceses, integrantes dos Grupos de Família, Grupos de Reflexão e das CEBs encontraram-se dia 20 para celebrar e refletir caminhada

No ginásio da paróquia em Xaxim, 3,5 mil encontraram companheiros de caminhada (Foto: Daiane Servo/Diocese de Chapecó)

Quatro encontros interdiocesanos simultâneos de Grupos de Reflexão, Famílias e Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) reuniram cerca de 12 mil pessoas ao redor de Santa Catarina no dia 20. “Justiça e profecia no campo e na cidade” foi o tema da terceira edição do evento que reúne animadores, líderes e participantes destes grupos.

As dioceses de Caçador, Joaçaba e Chapecó, reuniram-se em Xaxim, que recebeu 3,5 mil pessoas. De início, caminharam por dois quilômetros com três Bíblias Sagradas, postas em peneiras confeccionadas por indígenas. Uma memória à tradição da festa do “Dia do Divino”, celebrada por povos nativos da região.

A celebração de abertura continuou na Igreja Matriz, presidida pelo bispo de Chapecó dom Manoel João Francisco.

— Foi um momento de romaria, de sair cedo de casa, de caminhar, rezar, cantar, encontrar-se com os companheiros de caminhada e de missão. Momento de encontrar Deus, que caminha junto do seu povo — declarou o padre Paulo Cézar Klein de São Domingos, Diocese de Chapecó.

Durante a tarde, no ginásio paroquial, as dioceses apresentaram três temas centrais: os cem anos do Contestado (Caçador), Abertura do Concílio Vaticano II (Joaçaba) e a História e Animação bíblica dos Grupos de Reflexão (Chapecó).

No litoral, 4 mil pessoas das Dioceses de Criciúma e Tubarão e a Arquidiocese de Florianópolis realizaram o evento em Governador Celso Ramos. Problemas socioeconômicos, políticos, ecológicos e religiosos foram abordados.

De acordo com a assessora Sirlei Antônia Gaspareto, de Chapecó, o cristão deve ser profeta da justiça.

— O próprio caminho do Evangelho vai nos mostrar isso. A luz da inculturação do Evangelho e a iniciação cristã vem dos grupos de reflexão, que são célula viva da Igreja de Jesus Cristo.

A Palavra de Deus vai entrando dentro de nós, e nós, como fermento, vamos transformando o mundo para melhor —, disse.

O padre arquidiocesano Wilson Groh, discutiu as urgências das Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, apresentadas pelas dioceses em forma de teatro. Ele disse que é preciso entrar nas estruturas da cidade a partir dos pobres.

— Os Grupos de Famílias são o espaço onde se faz a experiência mística e completa da Palavra de Jesus Cristo. São espaço de serviço, de diálogo. Enviam-nos à missão de formar comunidade nos prédios, periferias e áreas rurais —, analisou.

As Dioceses de Blumenau e Joinville levaram a Jaraguá do Sul aproximadamente, também, 4 mil pessoas. Além do tema oficial, elas comemoraram o 46º Dia Mundial das Comunicações.

A apresentação de uma banda local animou o evento, que ainda teve orações, reflexão e partilha de experiências das dioceses.

Uma programação similar aconteceu em Taió com 600 pessoas das Dioceses de Lages e Rio do Sul. A missa de encerramento foi concelebrada por Dom Augustinho Petry e Dom Irineu Andreassa, de Rio do Sul e Lages, respectivamente.

Com a metodologia ver-julgar-agir, o objetivo dos encontros, que são bianuais, é celebrar a caminhada e fortalecer a missão dos Grupos de Família/Reflexão e das CEBs.

A próxima atividade regional destes grupos será o 11º Encontro Estadual das CEBs, nos dias 07 a 09 de setembro de 2012, na comunidade Monte Serrat, em Florianópolis.

CALENDÁRIO

SuMoTuWeThFrSa

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹nov 2020› » 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This