Procissão de São José reúne multidão de fieis até a Catedral

Os homens foram maioria na procissão, após participarem do Terço dos Homens na capela

A Catedral da Diocese de Criciúma celebrou nesta segunda-feira, 19 de março, seu padroeiro, São José. Mais de mil fieis participaram da celebração que começou com a procissão, às 19h30min, partindo da Capela do Hospital São José e culminou no salão da Catedral, com a Celebração Eucarística presidida pelo pároco, Pe. Antonio Júnior, e concelebrada pelo vigário, Pe. Chico da Silva e pelo reitor do Seminário Nossa Senhora de Caravaggio, Pe. Antoninho Rossi.

Os homens foram maioria na procissão, após participarem do Terço dos Homens na capela. Do lado de fora eram aguardados por suas famílias, ansiosas pela imagem do santo padroeiro em frente a entrada principal do hospital.

“Foi um dia bastante especial. Desde o amanhecer, os sinos da nossa catedral já anunciavam para toda a cidade o dia de nosso padroeiro, São José, e antes mesmo que nós abríssemos a igreja, já havia fieis chegando na catedral para fazer a sua oração matinal”, disse no início de sua homilia o pároco, Pe. Antonio Júnior. Segundo ele, o dia não poderia ter começado melhor, inclusive, com a celebração da Eucaristia.

O testemunho de vida de São José

Na Santa Missa, Pe. Antonio destacou o exemplo de fidelidade do Patrono Universal da Igreja. “São José tornou-se grande, porque soube fazer a vontade de Deus. Soube fazer-se pequeno e humilde diante daquilo que Nosso Senhor pedia”.

O pároco destacou ainda um segundo aspecto precioso para os dias de hoje, na vida de São José. “Ele foi fiel à sua família. Esposo fiel da Virgem Maria e pai zeloso do Menino Jesus. Um testemunho para todos nós. Vivemos num mundo que diariamente ataca nossas famílias, que tenta destruir nossos casais. Famílias perfeitas não existem, todos nós estamos caminhando para a santidade. Contudo, é nelas que encontramos nosso consolo. Temos a missão de zelar pelas nossas famílias e por nossos irmãos e irmãs casados”.

O celebrante chamou atenção para a fidelidade entre os casais. “Não troquemos o ouro que temos dentro de nossa casa pela bijuteria barata que há no meio da rua, é pura ilusão. Na hora da dificuldade, no momento da dor, o casal deve permanecer unido. O casal precisa rezar junto, se abraçar. Quantos casais pedem para rezar por seus filhos, por suas famílias. E eu digo a vocês que são casados: vocês tem um poder no coração e na mente. Experimentem dobrar os joelhos juntos e rezarem pela sua família. Não há oração mais poderosa do que a de um pai e uma mãe zelosos. Mas é preciso enfrentar juntos as dificuldades para vencê-las”.

Ao final da celebração, os fieis ergueram as chaves de suas casas para que recebessem a benção. “Neste dia vamos pedir a São José que interceda para que tenhamos famílias santas, equilibradas, que possam gerar cristãos para a Igreja e testemunhar o Evangelho de Jesus Cristo. Peçamos sua intercessão para que sejamos obedientes ao projeto de Deus como ele foi e para que na hora de nossa morte possamos escutar a voz do Pai a dizer: ‘Vinde, benditos, tomai o lugar na mesa que para vós estava preparada’”, finalizou.

Diocese de Criciúma

CALENDÁRIO

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹dez 2020› » 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This