Setor Juventude da CNBB Regional Sul 4 reúne-se pela primeira vez e define ações

O setor é formado por representantes de expressões juvenis das novas comunidades, movimentos, congregações, organismos e pastorais

Dom WIlson convocou jovens para instituir a nova organização (Foto: Marcos Tramontin/Pastoral da Juventude)

O Setor Juventude da CNBB Regional Sul 4 (Santa Catarina) reuniu-se hoje (10) pela primeira vez para esboçar a organização que terá para os próximos anos. A reunião aconteceu em Florianópolis com 42 pessoas representando 12 expressões eclesiais da juventude no âmbito regional e diocesano.

Entre as tarefas dos jovens, esteve a programação das atividades em comum. A primeira será a visita da Comissão Episcopal da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) em março de 2012.

Em janeiro de 2013, a passagem da Cruz da Jornada Mundial da Juventude por Santa Catarina vai exigir atenção especial. Com sua passagem, acontecerá o show, que oficialmente é chamado Bote Fé, na arquidiocese de Florianópolis. Depois disso, as pré-jornadas, em que os peregrinos são recebidos pelas dioceses, está na agenda de 2013.

Além da pauta criada em função da JMJ, os jovens decidiram incluir um encontro anual do conjunto das expressões juvenis da Igreja. Também será feito um mapeamento em busca de outras organizações de juventude que ainda não foram identificadas.

Dom Wilson Tadeu Jönck, que é bispo referencial da Juventude no regional, designou a secretaria da Pastoral da Juventude, hoje ocupada por Rodrigo da Silva, para coordenar o setor. O padre referencial é Alceoni Berkenbrock, pároco em Garopaba. Ele, que é padre há 18 anos, já foi assessor arquidiocesana da PJ e regional da PJMP (Pastoral da Juventude do Meio Popular} durante os anos 1990.

Com os três, trabalhará uma comissão de quatro jovens que representam as novas comunidades, movimentos, congregações e pastorais. O objetivo é preparar a visita da comissão episcopal.

Dom Wilson garantiu, no início da reunião, que o setor não tem objetivo de substituir-las mas fazer uma “somatória” delas. Assim, as expressões juvenis não correm o risco de serem anuladas.

– O Setor é uma instância de articulação das atividades dos vários seguimentos que trabalham com jovens da Igreja do estado. Esses seguimentos têm autonomia, mas é importante que também tenham momentos para se unir e mostrar o rosto da juventude da Igreja em Santa Catarina. Dessa forma, cada seguimento sairá fortalecido – afirma o bispo referencial.

Maikel Ronqui, coordenador estadual do Ministério Jovem da Renovação Carismática Católica [RCC] afirmou que a sua organização deseja a concretização dessa articulação para celebrar a unidade da juventude.

– A RCC espera o que ele [o setor] tem para oferecer, que é unir as expressões da juventude. A [juventude da] RCC é só uma expressão entre tantas. O que forma a Igreja Católica é a beleza das expressões e a unidade na diversidade.

Marcos Tramontin, membro da coordenação regional da da PJ avisou que pastoral está à disposição para contribuir.

– O setor juventude aparece como uma forma de apoiar e incentivar as diversas frentes de trabalho com a juventude, valorizando cada uma das organizações que trabalham com os jovens em nossas dioceses. Nesse contexto, a Pastoral da Juventude também se coloca a disposição em contribuir com o processo, tendo em vista a vida da juventude, espalhada nas mais diversas realidades, no campo e na cidade.

(Atualizado às 13h35 – 11 de outubro de 2011)

CALENDÁRIO

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹dez 2020› » 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This