‘Fraternidade e Políticas Públicas’: Regional Sul 4 inicia articulação para Campanha da Fraternidade 2019

Lideranças das Pastorais Sociais, Movimentos Eclesiais, Movimentos Sociais, coordenações diocesanas de Pastoral, representantes de Conselhos de Políticas Públicas municipais e estadual e pessoas que atuam na luta e defesa de políticas públicas participaram entre os dias 19 e 21 de outubro do Seminário da Campanha da Fraternidade 2019 do Regional Sul 4 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O evento, realizado no Centro de Formação Católica da Diocese de Lages (SC), reuniu cerca de 50 pessoas que refletiram e aprofundaram a temática que será trabalhada pela Campanha em toda a Igreja no Brasil no próximo ano.

O Seminário contou com a assessoria do professor Daniel Seidel, de Brasília (DF), mestre em Ciência Política pela Universidade de Brasília, professor da Universidade Católica de Brasília e colaborador na equipe de assessoria e análise de conjuntura da CNBB. Atualmente, Daniel Seidel também colabora com a Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM) na preparação para o Sínodo para a Amazônia, convocado pelo Papa Francisco para 2019.

Daniel Seidel. Foto: Franklin Machado/CNBB Sul 4.

Além de trabalhar a temática da Campanha da Fraternidade 2019, ‘Fraternidade e Políticas Públicas’, Seidel realizou no primeiro dia do evento uma análise da atual conjuntura política e econômica do Brasil, às vésperas do segundo turno das eleições 2018. Citando o primeiro parágrafo da Constituição Pastoral ‘Gaudium Et Spes’, Daniel Seidel iniciou sua fala dizendo que “as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens de hoje, sobretudo dos pobres e de todos aqueles que sofrem, são também as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo”. Segundo Daniel, essa deve ser a indicação inicial para se trabalhar políticas públicas no ambiente eclesial. “Não iremos vencer apenas com nosso empenho. Vamos vencer com a força do Evangelho […], pois a ação pastoral é mistério”, declarou.

Texto-Base

Texto-Base da Campanha da Fraternidade 2019. Foto: Franklin Machado/CNBB Sul4.

Cada participante do Seminário Regional  recebeu um exemplar do texto-base da Campanha da Fraternidade 2019. O material auxiliou na assessoria que foi fundamentada em três importantes pilares – ver, julgar e agir. O texto-base da Campanha da Fraternidade foi cuidadosamente pensado para despertar o desejo da participação em Políticas Públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, para fortalecer a cidadania e o bem comum.

O texto-base já está disponível para aquisição no site oficial das Edições CNBB.

Jornada Mundial dos Pobres

Durante o Seminário, a Cáritas Brasileira Regional Santa Catarina apresentou a articulação para a vivência da II Jornada Mundial dos Pobres (JMP) nas dioceses catarinenses e na Igreja por todo o mundo. A CNBB definiu que a realização da JMP, assim como a Coleta da Solidariedade, passará a ser um gesto concreto da Campanha da Fraternidade.

No Brasil, a CNBB confiou o processo de animação da JMP à Cáritas Brasileira. Neste ano de 2018 esta animação foi reforçada também com a contribuição da equipe da Campanha da Fraternidade, da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato, do Conselho Nacional do Laicato, e da Comissão Episcopal Pastoral para Ação Social Transformadora.

Para ter acesso ao materiais produzidos para a II Jornada Mundial dos Pobres, clique aqui.

Fundo Nacional e Diocesano da Solidariedade

Ainda no Seminário Regional da Campanha da Fraternidade 2019 foi apresentado a função, valores e projetos do Fundo Nacional e Diocesano da Solidariedade. O Fundo é fruto da Coleta Nacional da Solidariedade que acontece em todas as dioceses do Brasil, sempre no final de semana do Domingo de Ramos do Senhor. Do total de ofertas coletadas, 60% ficam na diocese de origem e 40% é enviada para o Fundo Nacional. A ideia do momento foi fortalecer a importância do Fundo Nacional e Diocesano de Solidariedade e fomentação para a criação do mesmo nas dioceses que ainda não possuem.

Os projetos para o Fundo Nacional de Solidariedade podem ser apresentados por Regionais da CNBB, por Dioceses, Paróquias, Grupos organizados, Associações, Pastorais, Entidades Sociais sem fins lucrativos.Os projetos são classificados em 3 eixos: 1º – Formação e capacitação; 2º – Mobilização para conquista e efetivação de Direitos; 3º – Superação de vulnerabilidade econômica e geração de renda (projetos produtivos).

Da Campanha da Fraternidade 2018, o Regional Sul 4 da CNBB possui dois projetos aprovados e em andamento pelo Fundo Nacional de Solidariedade. O primeiro é o de ‘Animação da Campanha da Fraternidade – 2019 no Regional Sul 4 da CNBB’, que foi o financiador do Seminário Regional, e o segundo projeto é ‘A superação da violência e o protagonismo juvenil e das mulheres’, em parceria com a Pastoral da Juventude de Santa Catarina, Instituto Catarinense de Juventude,  Escola Marista Lucia Mayvorne e Cáritas Regional.

Próximos passos

Após o Seminário Regional da Campanha da Fraternidade, as dioceses são convidadas à replicação do conteúdo e materiais distribuídos para a vivência local, e nas diversas realidades. Algumas dioceses já possuem data marcada para os Seminários Diocesanos da Campanha da Fraternidade 2019.

Confira a galeria de fotos do evento clicando aqui.

FACEBOOK

Share This
Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!