Conheça os bispos que representam a CNBB no Debate de Aparecida

O debate entre os candidatos à ocupar a Presidência da República no Brasil a partir de 1º de janeiro de  2019, promovido pela CNBB, vai contar com a participação de jornalistas das emissoras de inspiração católica no País e bispos indicados. A temática que será abordada pelos bispos com os candidatos foi levantada na reunião do Consep do mês de agosto. O debate será mediado pela jornalista Joyce Ribeiro e transmitido por uma rede de TV e de Rádio e também por meio das redes sociais, na internet.

Abertura

O cardeal Sergio da Rocha, arcebispo de Brasília e presidente da CNBB, vai abrir os trabalhos com uma mensagem que vai dar as razões pelas quais a Conferência tomou a iniciativa de promover o debate, as principais preocupações da Igreja em relação à Política e, naturalmente, o reconhecimento do esforço feito pelos envolvidos na produção do programa que será realizado no Centro de Eventos P. Vítor Coelho de Almeida, situado no pátio do Santuário Nacional, em Aparecida (SP).

A mediadora deverá apresentar as regras do debate para que os candidatos tenham consciência de como poderão se expressar e, desse modo, traçarem suas estratégias. Todos os partidos foram convidados para a preparação do debate e todos tiveram conhecimento das normas gerais a serem respeitadas, além do tipo de discussão que será encaminhada durante o programa.

Pergunta geral

Em nome da Conferência, o cardeal Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo, vai apresentar uma questão de fundo que deverá ser respondida por todos os candidatos presentes. A intenção é pedagógica e quer possibilitar às pessoas que acompanham o programa um primeiro contato com cada um dos candidatos e um ponto de partida mais claro para se compreender todas as outras respostas que eles darão no transcorrer do debate.

Outras perguntas

O primeiro bloco inteiro será tomado pelas respostas a essa única pergunta. O tema terá ligação com questões centrais da prática política e, desse modo, cada candidato poderá expressar sua visão do que representa o desafio de apresentar ao povo com pretensões de concorrer a um cargo público de alta relevância.

Cada candidato vai poder formular questionamentos para o outro candidato. Os jornalistas escalados pelas emissoras de inspiração católica de todo o Brasil também terão ocasião de apresentar suas perguntas no correr do programa. A equipe que coordenou a produção do debate teve todo o cuidado para que cada emissora pudesse enviar seus representantes de maneira que o debate também traga os temas que normalmente são tratados pelo trabalho jornalístico dessas emissoras.

Bispos

Além de dom Scherer, estão confirmados para participar do debate os seguintes bispos: cardeal Orani Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro (RJ), dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida (SP), Dom Darci José Nicioli, arcebispo de Diamantina (MG), dom Pedro Luiz Stringhini, bispo de Mogi das Cruzes (SP), dom Guilherme Werlang, bispo de Lajes (SC), dom João Bosco Barbosa de Sousa, bispo de Osasco (SP) e dom Francisco Biasin, bispo de Volta do Piraí e Volta Redonda (RJ).

O bispo de Lages (SC) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Social Transformadora, dom Guilherme Werlang participará do debate.

O FORMATO DO DEBATE

O debate  terá cinco blocos.

PRIMEIRO BLOCO 

A mediadora fará a abertura, discorrendo sobre as emissoras que estão transmitindo. Em seguida, vai citar os nomes dos candidatos que estão presentes e os que não compareceram ao encontro. Na sequência, o GC (Gerador de Caracteres) cita os nomes dos outros candidatos sem representação na Câmara dos Deputados e que não participarão do debate.

Palavra do presidente da CNBB, cardeal Sergio da Rocha.

A primeira pergunta – destinada a todos os candidatos, que terão 2 minutos – será feita por cardeal Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo.

SEGUNDO BLOCO

Possibilidade de confronto direto entre os candidatos, com tema livre. O mediador vai sortear o candidato que irá perguntar e o outro que responderá. A pergunta deverá ser feita em até 30 segundos, com resposta em 2 minutos, réplica em 1 minuto e meio e tréplica em 1 minuto.

TERCEIRO BLOCO

As perguntas serão feitas por jornalistas das emissoras de inspiração católica, parceiras no debate. Os temas serão definidos previamente e as perguntas pré-definidas pela organização do debate. Será feito um sorteio na hora para definir qual candidato irá responder, no tempo máximo de dois minutos.

QUARTO BLOCO

Será aberta nova possibilidade de confronto direto entre os candidatos, com tema livre. O mediador fará o sorteio do candidato que irá perguntar e de outro para responder. A pergunta deverá ser feita em até 30 segundos, com resposta em dois minutos, réplica em 1 minuto 30 segundos e tréplica em 1 minuto.

QUINTO BLOCO

As perguntas, com temas referentes as grandes linhas de trabalho da Igreja, na linha social, serão feitas por bispos membros do Conselho Pastoral e indicados pela CNBB, sendo um bispo para cada candidato. O mediador vai sortear na hora o candidato que irá responder. A pergunta será feita em até 30 segundos e as respostas em 2 minutos. Neste bloco também serão feitas as considerações finais de cada candidato, sendo que cada um terá 1 minuto.

Com informações da CNBB.

CALENDÁRIO

DomSegTerQuaQuiSexSab
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹out 2018› » 

FACEBOOK

Share This
Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!